Textos
23 de junho de 2017

Antes pensava diferente a respeito de muitos acontecimentos, principalmente, as que vou escrever aqui.  Mudar, evoluir sempre é bom. E isto serve para você leitor. Seja uma metamorfose, não apenas fisicamente; no  cabelo, corpo. Mas também por dentro. Aprendi a deixar as pessoas livres, tente também

 O que estou a escrever aqui. Daqui a uns anos, meses posso discordar. Não se prenda, não tenha medo de mudar, isso mostra que você está aberto a novos paradigmas. 

Este post abordará vários assuntos polêmicos que estão sendo debatidos atualmente. Sendo eles; AbortoBolsonaro e Gays. Ao ler este post não tire conclusão precipitada, ou não seja um hipócrita do politicamente correto. Leia com atenção e tente levar isto para seu cotidiano. Não estou aqui para criticar  nenhum assunto. Estou aqui, para pensarmos, analisarmos, debatermos  e evoluirmos juntos.

Vamos começar com o Aborto

Há alguns meses foi aceito pelo STF um caso favorável ao aborto. Com base neste caso, outros podem ser aprovados. Quando a noticia veio á público, o caso dividiu duas opiniões. De um lado, aceitaram e do outro lado acharam um absurdo.

Eu, Rebeca Fernandes, não sou a favor do aborto ou contra ele. Eu não faria, mas não condeno quem faça. Pois, imagino como deve ser difícil  para uma mãe abortar. Apenas não concordo que o Estado pague as dívidas. Ou seja, a pessoa que arque com os gastos. Há pouco aprendi que o mundo vai muito além do certo e do errado. 

Agora vamos falar sobre Bolsonaro.

Não estou aqui para criticar ou enaltecer o Deputado Jair Bolsonaro. Acredito que você o conheça por meio das polêmicas envolvendo sua pessoa.  Devido a isto, veio alguns fâs e haters. E este é o ponto que quero chegar. Desde quando deputados deveriam ter fã?  Apelidos que os enaltecem? Não apenas o Brasileiro,o povo em si, sempre está a procura de lideres. Dê um salvador. O pior de enaltecer é  achar que  político é um salvador. Assim, a partir da hora que ele agir como um politico ele desapontará muitas gentes. Não se esquecendo que ele é um funcionário público.  E isso serve para qualquer politico, não apena para o Bolsonaro.

Não estou dizendo isso para você odiá-lo. Ele tem algumas propostas interessantes. Um dela é a castração química para estupradores… Apenas quero dizer, não busque heroísmo onde não existe. Não busque um salvador. E também não odeie uma pessoa, sem realmente conhecê-la.

E por último, gays

Da mesma forma que outros temas levam duas opiniões. Esta não seria diferente. Uns aprovam e outros não. Homossexualidade não deveria ser tratada assim. Como se descaracterizasse a pessoa. E ai vem minha opinião. Quem é você para aprovar se alguém é gay ou não? Este assunto para mim já deveria estar enterrado. Todos têm direitos. 

 O que eu não concordo é que alguns gays. Querendo respeito estão desrespeitando o direito dos que não são. Como por exemplo, na parada gay usar símbolos religiosos. Como eu posso querer respeito, desrespeitando os outros?

 O que mais deveríamos dar valor é o caráter, a amizade e o que esta pessoa significa para nós. Não a sua sexualidade. Não podemos nos esquecer que tanto gays e héteros são humanos e passiveis de erros. Temos que acabar com esta separação.  Mas para isso há muito preconceito a ser superado dos dois lados.

Post escrito por Rebeca Fernandes

Olá, meu nome é Rebeca. Decidi criar o blog para poder compartilhar minha visão sobre o cotidiano. Acomoda-se o blog também é seu.
Textos
16 de junho de 2017

Há anos não frequento mais aquela sorveteria. Há anos não vou ao parque. Há anos não vejo minha família. Há anos não vejo a alegria…

Estou tão perto, mas ao mesmo tempo longe de casa. Eu só queria um abraço de minha mãe. Dos conselhos do meu pai, de sentar  à frente da televisão e jogar com meu irmão.

Sempre tive a tendência de preocupar-me demais com o futuro. De preocupar com algo que não havia preocupação. E assim foram meus anos em vão.

Agora eu vivo. Aqui sozinha com o futuro. Hoje apenas restou meu irmão. Pelo menos, eu sei, que ele não viveu em vão.  O cotidiano levou-me para longe. Ele tinha razão. Afinal, ele é meu irmão.

Post escrito por Rebeca Fernandes

Olá, meu nome é Rebeca. Decidi criar o blog para poder compartilhar minha visão sobre o cotidiano. Acomoda-se o blog também é seu.