Todos os posts sobre Textos

Textos
23 de junho de 2017

Antes pensava diferente a respeito de muitos acontecimentos, principalmente, as que vou escrever aqui.  Mudar, evoluir sempre é bom. E isto serve para você leitor. Seja uma metamorfose, não apenas fisicamente; no  cabelo, corpo. Mas também por dentro. Aprendi a deixar as pessoas livres, tente também

 O que estou a escrever aqui. Daqui a uns anos, meses posso discordar. Não se prenda, não tenha medo de mudar, isso mostra que você está aberto a novos paradigmas. 

Este post abordará vários assuntos polêmicos que estão sendo debatidos atualmente. Sendo eles; AbortoBolsonaro e Gays. Ao ler este post não tire conclusão precipitada, ou não seja um hipócrita do politicamente correto. Leia com atenção e tente levar isto para seu cotidiano. Não estou aqui para criticar  nenhum assunto. Estou aqui, para pensarmos, analisarmos, debatermos  e evoluirmos juntos.

Vamos começar com o Aborto

Há alguns meses foi aceito pelo STF um caso favorável ao aborto. Com base neste caso, outros podem ser aprovados. Quando a noticia veio á público, o caso dividiu duas opiniões. De um lado, aceitaram e do outro lado acharam um absurdo.

Eu, Rebeca Fernandes, não sou a favor do aborto ou contra ele. Eu não faria, mas não condeno quem faça. Pois, imagino como deve ser difícil  para uma mãe abortar. Apenas não concordo que o Estado pague as dívidas. Ou seja, a pessoa que arque com os gastos. Há pouco aprendi que o mundo vai muito além do certo e do errado. 

Agora vamos falar sobre Bolsonaro.

Não estou aqui para criticar ou enaltecer o Deputado Jair Bolsonaro. Acredito que você o conheça por meio das polêmicas envolvendo sua pessoa.  Devido a isto, veio alguns fâs e haters. E este é o ponto que quero chegar. Desde quando deputados deveriam ter fã?  Apelidos que os enaltecem? Não apenas o Brasileiro,o povo em si, sempre está a procura de lideres. Dê um salvador. O pior de enaltecer é  achar que  político é um salvador. Assim, a partir da hora que ele agir como um politico ele desapontará muitas gentes. Não se esquecendo que ele é um funcionário público.  E isso serve para qualquer politico, não apena para o Bolsonaro.

Não estou dizendo isso para você odiá-lo. Ele tem algumas propostas interessantes. Um dela é a castração química para estupradores… Apenas quero dizer, não busque heroísmo onde não existe. Não busque um salvador. E também não odeie uma pessoa, sem realmente conhecê-la.

E por último, gays

Da mesma forma que outros temas levam duas opiniões. Esta não seria diferente. Uns aprovam e outros não. Homossexualidade não deveria ser tratada assim. Como se descaracterizasse a pessoa. E ai vem minha opinião. Quem é você para aprovar se alguém é gay ou não? Este assunto para mim já deveria estar enterrado. Todos têm direitos. 

 O que eu não concordo é que alguns gays. Querendo respeito estão desrespeitando o direito dos que não são. Como por exemplo, na parada gay usar símbolos religiosos. Como eu posso querer respeito, desrespeitando os outros?

 O que mais deveríamos dar valor é o caráter, a amizade e o que esta pessoa significa para nós. Não a sua sexualidade. Não podemos nos esquecer que tanto gays e héteros são humanos e passiveis de erros. Temos que acabar com esta separação.  Mas para isso há muito preconceito a ser superado dos dois lados.

Post escrito por Rebeca Fernandes

Olá, meu nome é Rebeca. Decidi criar o blog para poder compartilhar minha visão sobre o cotidiano. Acomoda-se o blog também é seu.
Textos
16 de junho de 2017

Há anos não frequento mais aquela sorveteria. Há anos não vou ao parque. Há anos não vejo minha família. Há anos não vejo a alegria…

Estou tão perto, mas ao mesmo tempo longe de casa. Eu só queria um abraço de minha mãe. Dos conselhos do meu pai, de sentar  à frente da televisão e jogar com meu irmão.

Sempre tive a tendência de preocupar-me demais com o futuro. De preocupar com algo que não havia preocupação. E assim foram meus anos em vão.

Agora eu vivo. Aqui sozinha com o futuro. Hoje apenas restou meu irmão. Pelo menos, eu sei, que ele não viveu em vão.  O cotidiano levou-me para longe. Ele tinha razão. Afinal, ele é meu irmão.

Post escrito por Rebeca Fernandes

Olá, meu nome é Rebeca. Decidi criar o blog para poder compartilhar minha visão sobre o cotidiano. Acomoda-se o blog também é seu.
Textos
13 de junho de 2017

Amiga este texto que irá ler, foi a minha alma e as batidas do meu coração que escreveram… Nunca vi a cor dos seus olhos, não sei qual é o som da melodia de sua voz, não sei como é pessoalmente…

Com sua amizade aprendi acreditar nas pessoas, pois tive que acreditar em você, vi que as pessoas são boas… Mesmo nunca tendo te visto eu “vi” seu coração, ou melhor, o senti, o compreendi… Mesmo nunca tendo olhado no fundo dos seus olhos, posso confiar em você de olhos fechados… 

O único problema de tudo isso é a deplorável distância que me separa de você… Será que um dia  iremos nos encontrar pessoalmente? Não importa se será no Brasil, Israel ou na Inglaterra desde que me dê um forte abraço… e mesmo se nunca nos encontramos pessoalmente, promete nunca me esquecer?… Nunca me abandonar?…

Lembro-me perfeitamente daquele dia, estava chovendo, já era bem tarde, entrei em um grupo de WhatsApp e mal sabia que lá te encontraria. Puxou assunto sobre tudo, pois sabemos que você é mega curiosa. Perguntou-me  sobre  músicas que gosto, comida, religião, roupa, escola, faculdade, política, sociedade…  E assim fomos a madrugada… O dia seguinte, e o outro e quando percebi conversava com você todos os dias… <3

 Sei que não nos conhecemos há muito tempo, mas parece que nos conhecemos há anos. E espero que dure para sempre!! Te amo, amiga. 

 

Post escrito por Rebeca Fernandes

Olá, meu nome é Rebeca. Decidi criar o blog para poder compartilhar minha visão sobre o cotidiano. Acomoda-se o blog também é seu.
Amor & Textos
4 de junho de 2017
Sem aviso chegou, ainda bem que a partida foi mais breve ainda. Entrou em minha vida, assim como o vento, por um vão. Que deixei aberto após a última paixão. Sem tempo para proteger-me. Sentei ali mesmo à sua espera. 

Estava eu com a alma leve, sentindo a brisa que entrava pela janela.  Anos atrás, sentiria medo. Mas entre, vamos conversar. Desta vez estou disposta a tentar. Voar. Amar.

Papéis começaram a voar. Cada vez mais, a ventania estava a aumentar. As portas começaram a bater, as cortinas não tiveram paz. Tudo isso para avisar das mudanças que estavam por vir.  Com todas as palavras ditas, estas bagunças arrumaríamos juntos

 Para minha surpresa caiu apenas algumas gostas do céu. Com aquela ventania não parecia que seria apenas isto. Você entrou, fez muito barulho, mexeu com meus sentimentos, anunciando mudanças. Para no final não conseguir molhar-me.

Dá próxima vez entre… Em silêncio. Não dê esperança. Se não consegue supri-lás.

Post escrito por Rebeca Fernandes

Olá, meu nome é Rebeca. Decidi criar o blog para poder compartilhar minha visão sobre o cotidiano. Acomoda-se o blog também é seu.